SBICafé
Biblioteca do Café

Eleito da densidade de plantio sobre a produção do café "Mundo Novo"

Show simple item record

dc.contributor.author Scaranari, H. J.
dc.contributor.author Nogueira Neto, P.
dc.date.accessioned 2019-01-10T17:26:44Z
dc.date.available 2019-01-10T17:26:44Z
dc.date.issued 1963-05
dc.identifier.citation SCARANARI, H. J.; NOGUEIRA NETO, P. Eleito da densidade de plantio sobre a produção do café "Mundo Novo". Bragantia, Campinas, v. 22, n. 29, p. 373-382, mai. 1963. pt_BR
dc.identifier.issn 1678-4499
dc.identifier.uri http://dx.doi.org/10.1590/S0006-87051963000100029 pt_BR
dc.identifier.uri http://www.sbicafe.ufv.br/handle/123456789/10877
dc.description.abstract A fim de averiguar o comportamento da linhagem de café 'Mundo Nôvo' LCP 376 em diferentes densidades de plantio, variando o espaçamento nas linhas e o número de plantas nas covas, estabeleceu-se, em 1954, um ensaio comparativo com quatro tratamentos, cujos resultados são apresentados. As produções de café cereja indicaram diferenças significativas em favor do tratamento com uma planta por cova e no espaçamento de 4,0 x 0,5 m no primeiro, bem eomo no total dos três primeiros anos de produção, e do tratamento com duas plantas por cova e espaçamento de 4,0 x 1,0 m, apenas na produção total dos três primeiros anos. As análises das produções acumuladas dos dois primeiros anos e do total dos quatro anos, não revelaram diferenças significativas entre os tratamentos. A produção total de café cereja, em quatro anos, do tratamento testemunha (4,0 x 2,0 m, quatro plantas por cova) foi de 4 290 kg; para o plantio de 4,0 x 1,0 m, com duas plantas, de 4710 kg; para o de 4,0 x 1,0 m, com uma planta por cova, de 4480 kg. A maior produção por área nos tratamentos com espaçamentos menores na linha, durante os primeiros anos dêste ensaio, sugere qne parte de um cafèzal, a ser estabelecido com o cultivar 'Mundo Nôvo' LCP 376, poderia ser assim plantado, para melhor fazer face ao custeio da formação. A altura média das plantas foi semelhante para os tratamentos com igual número de mudas por área, isto é, nos de 4,0 x 2,0 m com quatro cafeeiros, no de 4,0 x 1,0 m com duas plantas e naquele de 4,0 x 0,5 m com um único indivíduo por cova. Quanto ao diâmetro médio do conjunto de cafeeiros por cova, os tratamentos puderam ser reunidos em dois grupos: aquêles que incluem apenas uma muda por cova, apresentam diâmetro menor e os tratamentos com maior número de mudas por cova, dando diâmetro maior da copa, a 0,5 m do solo. Assim, no plantio de linhagens selecionadas de café 'Mundo Nôvo' a uma muda por cova, poder-se-ia reduzir o espaçamento nas entrelinhas, sem impedir a penetração dos raios solares, de importância no florescimento. Não se encontraram diferenças significativas entre os tratamentos no que se refere ao rendimento e ao tamanho das sementes do tipo chato. Estudos semelhantes, com linhagens de outras variedades comerciais e abrangendo diferentes práticas culturais., seriam desejáveis para determinar a reação dessas linhagens selecionadas a diferentes disposições de plantio, segundo o espaçamento e número de plantas na cova. pt_BR
dc.description.abstract In S. Paulo coffee is commonly grown at variable spacings with about four seedlings per hole. There is at present, a trend to establish new coffee orchards at higher densities in the lines than previously adopted. The data here discussed refer to to a trial set to observe the behaviour of one of the best yielder strains of the 'Mundo Novo' cultivar, LGP 376, when planted with different spacing between holes in the lines and also with different number of seedlings per hole. Four treatments were distributed in a landomissed block design with 6 replications. The tratments chosen were the following; 4.0 x 0,5 m one plant per hole, 4.0 x 1.0 m with two or four seedlings per hole and 4.0 x 2.0 m (four seedlings). The last treatment was taken as representing the usual coffee planting system under our conditions. The analysis of total coffee cherry weight, for a period of four years, indicated no significant differences between treatments. Nevertheless it was noticed that the first two productions were higher in the tratuionts with higher densities in the line. Only the treatments with a single plant per hole had shorter plants than any other. The treatments with two or four seedlings in the holes had a larger diameter than those treatments with a single plant. This reduction in diameter of the coffee tret' would favor the establishment of coffee plantations at closer spacings. The outturn and seed size were of the same magnitude for any treatment considered. The results point out the advantage of establishing part of a coffee orchard at higher densities in order to get good profit due to the higher yields obtained per area in the first harvests. It was suggested that identical observation with other selections of the same or different eultivars should be carried out, in order to have data about the reaction of the selections under different planting lay-outs and also to variable plant densities in the line or in the hole. pt_BR
dc.format pdf pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Instituto Agronômico (IAC) pt_BR
dc.relation.ispartofseries Bragantia;v. 22, n. 29, p. 373-382, 1963
dc.rights Open Access pt_BR
dc.subject.classification Cafeicultura::Implantação e manejo da lavoura pt_BR
dc.title Eleito da densidade de plantio sobre a produção do café "Mundo Novo" pt_BR
dc.title Influence of plant density on the yield per area of the 'Mundo Novo' coffee pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Bragantia_v. 22_n. 29_p. 373 - 382_1963.pdf 373.0Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

  • Bragantia [345]
    Artigos relacionados a Cafeicultura

Show simple item record

Search DSpace


Sobre o SBICafé

Browse

My Account