SBICafé
Biblioteca do Café

Qualidade de sementes de Coffea arabica cv. Acaiá: influência de métodos de degomagem e de secagem

Show simple item record

dc.contributor.author Lima, Dinara Mattioli pt_BR
dc.contributor.author Pinho, Edila Vilela Resende Von pt_BR
dc.contributor.author Rosa, Sttela Dellyzete Veiga Franco da pt_BR
dc.contributor.author Carvalho, Samuel Pereira de pt_BR
dc.contributor.author Rodrigues, Adriana de B. pt_BR
dc.contributor.other Consórcio Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento do Café pt_BR
dc.date 2003-09-26 08:59:50.14 pt_BR
dc.date.accessioned 2015-01-14T13:44:13Z
dc.date.available 2015-01-14T13:44:13Z
dc.date.issued 2003 pt_BR
dc.identifier.citation Lima, Dinara M.; Von Pinho, Édila V.R.; Rosa, Sttela D.V. Franco da; Carvalho, Samuel P.; Rodrigues, Adriana de B. Qualidade de sementes de Coffea arabica cv. Acaiá: influência de métodos de degomagem e de secagem. In: Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil e Workshop Internacional de Café & Saúde, (3. : 2003 : Porto Seguro). Anais. Brasília, DF : Embrapa Café, 2003. (447p.), p. 312-313. pt_BR
dc.identifier.other 166689_Art346 pt_BR
dc.identifier.uri http://www.sbicafe.ufv.br/handle/123456789/1477
dc.description Trabalho apresentado no Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil (3. : 2003 : Porto Seguro, BA). Resumos. Brasília, D.F. : Embrapa Café, 2003. pt_BR
dc.description.abstract Os processos de degomagem e de secagem parecem influenciar na qualidade das sementes de café, principalmente em função das particularidades das mesmas. O objetivo dessa pesquisa foi avaliar a influência de diferentes métodos de degomagem e de secagem, bem como a interação desses fatores sobre a qualidade das sementes de Coffea arabica cv. Acaiá. Após a colheita dos frutos no estádio "cereja", as mesmas foram despolpadas mecanicamente e a retirada de mucilagem foi feita pelos processos: fermentação natural com água por 24 horas; fermentação natural sem água por 24 horas; utilização de desmuciladora mecânica e imersão em solução de hidróxido de sódio a 0,5 % por 1 minuto. Após a degomagem, as sementes foram submetidas aos seguintes processos de secagem: natural, realizada na sombra e em terreiro suspenso e artificial, realizadas às temperaturas de 30 e 40 0 C. Todos os processos de secagem foram conduzidos até as sementes atingirem 10% de teor de água. As sementes foram submetidas aos testes de: germinação, tetrazólio e emergência de plântulas. O experimento foi instalado no delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial 4x4 (4 processos de degomagem, 4 métodos de secagem), com 4 repetições. Foram observadas diferenças significativas entre os processos de degomagem, entre métodos de secagem, bem como para a interação entre esses dois fatores. Quando foi realizada a degomagem mecânica, maiores valores de germinação foram observados na secagem à sombra, seguidos pelos observados em terreiro suspenso, 40 e 30 0 C. Já para a degomagem com hidróxido de sódio, com e sem água, maiores valores foram observados quando as sementes foram secadas `a sombra, seguidos pelos observados em terreiro suspenso e à 30 0 C; menores valores foram obtidos na secagem à 40 0 C. Por meio dos valores observados nos testes de germinação, emergência e tetrazólio a secagem à 40 0 C propiciou redução significativa na germinação das sementes. Vale ressaltar que o teor de água final das sementes após secagem encontrava-se em torno de 10% o que pode ter ocasionado redução na germinação, uma vez que essas sementes estão incluídas em uma categoria que apresenta comportamento intermediário entre as classes de ortodoxas e recalcitrantes. Independente do processo de degomagem, maiores valores de germinação, viabilidade e de emergência foram observados para sementes secadas à sombra, provavelmente atribuídos à secagem mais lenta. Aos três meses de armazenamento tanto em câmara fria como em condições ambientais, também foram observados maiores valores de germinação para sementes secadas à sombra e em terreiro suspenso quando comparado aos observados naquelas submetidas à secagem artificial. Para as sementes armazenadas em câmara fria, secadas à sombra e em terreiro suspenso, não houve diferença nos valores de germinação quando as sementes foram degomadas com e sem água e com NaOH; menores valores foram obtidos para sementes degomadas mecanicamente. Para as sementes armazenadas em condições ambientais não houve diferença nos valores de germinação para as sementes secadas à sombra e em terreiro suspenso, independente do método de degomagem utilizado. De uma maneira geral, a germinação das sementes foi influenciada pela interação dos fatores degomagem e métodos de secagem. pt_BR
dc.description.sponsorship Consórcio Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento do Café pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.subject Café Acaiá Sementes Qualidade Secagem Degomagem Coffea arabica pt_BR
dc.subject.classification Cafeicultura::Implantação e manejo da lavoura pt_BR
dc.title Qualidade de sementes de Coffea arabica cv. Acaiá: influência de métodos de degomagem e de secagem pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre o SBICafé

Browse

My Account