SBICafé
Biblioteca do Café

RESPOSTA DO CAFEEIRO SOB SISTEMA DE PLANTIO ADENSADO À ADUBAÇÃO COM MACRONUTRIENTES

Show simple item record

dc.contributor.author Lima, Paulo César en_US
dc.contributor.author Moura, Waldênia de Melo en_US
dc.contributor.author Salgado, Luís Tarcísio en_US
dc.contributor.author Sano, Paulo en_US
dc.contributor.author Reis, Iná Lima en_US
dc.contributor.author Reigado, Felipe Rodrigues en_US
dc.contributor.author Santos, Josiane dos en_US
dc.contributor.other Embrapa - Café pt_BR
dc.date.accessioned 2015-01-14T13:50:29Z
dc.date.available 2015-01-14T13:50:29Z
dc.date.issued 2009 pt_BR
dc.identifier.citation Lima, Paulo César; Moura, Waldênia de Melo; Salgado, Luís Tarcísio; Sano, Paulo; Reis, Iná Lima; Reigado, Felipe Rodrigues; Santos, Josiane dos. Resposta do cafeeiro sob sistema de plantio adensado à adubação com macronutrientes. In: Simpósio de Pesquisa dos cafés do Brasil (6. : 2009 : Vitória, ES). Anais Brasília, D.F: Embrapa - Café, 2011 (1 CD-ROM), 4p. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.sbicafe.ufv.br/handle/123456789/2811
dc.description Trabalho apresentado no Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil (6. : 2009 : Vitória, ES). Anais Brasília, D.F: Embrapa - Café, 2011 pt_BR
dc.description.abstract Quanto menor a produção por planta, menor a sua demanda em nutrientes, sendo recomendada a redução nas quantidades de fertilizantes a serem utilizados. Ainda são pouquíssimas as informações relativas à adubação do cafeeiro sob sistema de plantio adensado em regiões como da zona da Mata de Minas, sendo que a maioria dos resultados estão ainda em situação não conclusiva para recomendações de adubação portanto o objetivo deste trabalho foi estudar respostas aos macronutrientes nas fases de formação e de produção sob condições de plantio sob adensamento, na Zona da Mata de Minas Gerais.O trabalho consiste de dois experimentos: Experimento A: adubação com NPK na fase de formação e produção dos cafeeiros; e Experimento B: adubação com NPK na fase de produção. São conduzidos no município de Oratórios, na Fazenda Experimental da EPAMIG, em um argissolo distrófico. No plantio (dezembro de 2002) foi utilizada, a cultivar Catuaí cujas plantas foram espaçadas em 2,0 x 0,75 m utilizando-se uma população de 6.666 plantas por hectare.Com relação a adubação de formação, no segundo ano pós-plantio, as doses recomendadas para obtenção de 80% da produção máxima seriam de 182,8 kg de N/ha e de 174,8 kg de K2O/ha. Com relação a primeira colheita estima-se uma dose de 425 kg de N, 0 kg de P 2 O 5 e 100 kg de K 2 O por hectare, respectivamente, com produtividade estimada de 71 sacas de café beneficiadas por hectare.Com base nesses resultados observam-se que em sistemas mais conservadores como os adensados, a dose de K 2 O se limitaria a 100 kg/ha, 0 kg de P 2 O 5 e de N, dependeria da análise de custo. pt_BR
dc.description.abstract The lower the production per plant, the lower its nutrient demand; thus, reduction in the amounts of nutrients to be utilized is recommended. There is very little information on coffee plant fertilization under a high- density planting system in regions like Zona da Mata de Minas. Most of the results obtained on fertilization recommendation are still inconclusive. Thus, the objective of this study was to study responses to macronutrients during the development and production phases under high-density planting system conditions in Zona da Mata, Minas Gerais. The study consisted of two experiments. Experiment A :NPK fertilization during the phases of coffee plants formation and production, and Experiment B: NPK fertilization during the production phase. The experiments were conducted in Oratórios at the EPAMIG Experimental Farm in a distrophic Argisol in December 2002, using the Catuaí cultivar with a 2,0 x 0.75 m spacing and a population of 6,666 plants per hectare.With respect to fertilization during the formation phase, in the second year post-planting, the recommended doses to obtain 80% of the maximum production would be 182.8 kg of N/ha and of 174.8 kg of K2O/ha. Regarding the first harvest, 425 kg of N, 0 kg of P2O5 and 100 kg of K2O were estimated per hectare, respectively, with an estimated yield of 71 coffee bags per hectare.Based on these results, it is observed that in more conservative systems, like the high density systems, the dose of K 2 O would be limited to 100 kg/ha, 0 kg of P 2 O 5 and of N, would depend on the cost analysis. pt_BR
dc.description.sponsorship Embrapa - Café pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.subject Coffea arabica, adubação mineral, macronutrientes pt_BR
dc.subject Coffea arabica, mineral fertilization, macronutrients. pt_BR
dc.title RESPOSTA DO CAFEEIRO SOB SISTEMA DE PLANTIO ADENSADO À ADUBAÇÃO COM MACRONUTRIENTES pt_BR
dc.title.alternative RESPONSE OF COFFEE PLANT UNDER A HIGH-DENSITY PLANTING SYSTEM TO MACRONUNUTRIENT FERTILIZATION pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
299.pdf 181.6Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre o SBICafé

Browse

My Account