SBICafé
Biblioteca do Café

Seleção de cafeeiros híbridos F1 com tolerância à seca e resistência à ferrugem

Show simple item record

dc.contributor.author Fazuoli, Luiz Carlos
dc.contributor.author Braghini, Masako Toma
dc.contributor.author Silvarolla, Maria Bernadete
dc.contributor.author Almeida, Julieta Andrea Silva de
dc.contributor.author Fazuoli, Fabrício Rodrigues
dc.date.accessioned 2015-06-23T13:48:39Z
dc.date.available 2015-06-23T13:48:39Z
dc.date.issued 2013
dc.identifier.citation FAZUOLI, L. C. et al. Seleção de cafeeiros híbridos F1 com tolerância à seca e resistência à ferrugem. In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 8., 2013, Salvador. Anais... Brasília, DF: Embrapa Café, 2013, 5 p. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.sbicafe.ufv.br:80/handle/123456789/3436
dc.description Trabalho apresentado no VIII Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil pt_BR
dc.description.abstract O objetivo deste trabalho foi de selecionar cafeeiros produtivos com tolerância à seca e resistência à ferrugem. As seleções foram efetuadas em híbridos F1 de porte baixo e de porte alto obtidos pelo cruzamento de plantas de cultivares de Coffea arabica, com introduções da Etiópia (Geisha e Wush-Wush) e de outras procedências. As avaliações foram feitas em condições de campo para tolerância à seca, por meio do Índice de Turgescência (IT) e para ferrugem utilizando-se uma escala de cinco pontos. Os resultados obtidos levaram às seguintes conclusões: 1) Os cafeeiros F1 H8089-1 e H8089-4, de porte baixo, derivados do cruzamento da cultivar Catuaí Vermelho IAC 24 com Geisha tiveram elevada tolerância à seca e ótima produtividade na média de 16 colheitas, (42,85 e 64,29 sacas/ha/ano, respectivamente. 2) Os cafeeiros F1 H8114-3 e H8114-8, de porte baixo, derivados do cruzamento da ‘Catuaí Vermelho IAC81’ com Wush-Wush tiveram alta tolerância à seca e elevada produtividade na média de 16 colheitas (70,48 e 58,57 sacas/ha/ano, respectivamente). 3) A cultivar Catuaí Vermelho IAC 81 apresentou excelente tolerância à seca e produtividade de 37,62 sacas de café beneficiado por hectare e por ano, na média de 16 colheitas). 4) O cafeeiro H8421- 5, de porte alto, derivado do cruzamento da cv Mundo Novo IAC 471-5 com BA10, apresentou boa tolerância à seca, alta resistência à ferrugem e excelente produtividade (44,29 sacas/ha/ano). 5) O cafeeiro H8187-3, de porte alto, derivado do cruzamento da ‘Acaiá IAC 474-7’ com BA10, apresentou boa tolerância à seca, elevada resistência à ferrugem e ótima produtividade (50,00 sacas/ha/ano). pt_BR
dc.format 5 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Embrapa Café pt_BR
dc.subject Coffea arabica pt_BR
dc.subject Déficit hídrico pt_BR
dc.subject Tolerância à seca pt_BR
dc.subject Resistência à ferrugem pt_BR
dc.subject.classification Cafeicultura::Genética e melhoramento pt_BR
dc.title Seleção de cafeeiros híbridos F1 com tolerância à seca e resistência à ferrugem pt_BR
dc.title.alternative Selection coffee F1 hybrids with drought tolerance and resistance to rust pt_BR
dc.type Trabalho de Evento Científico pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
215_VIII-SPCB-2013.pdf 111.4Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre o SBICafé

Browse

My Account