SBICafé
Biblioteca do Café

Germinação in vitro de grãos de pólen de cafeeiro Acauã para estimativa de viabilidade

Show simple item record

dc.contributor.author Angelo, Paula Cristina da Silva
dc.date.accessioned 2015-07-03T12:15:24Z
dc.date.available 2015-07-03T12:15:24Z
dc.date.issued 2015
dc.identifier.citation ANGELO, P. C. S. Germinação in vitro de grãos de pólen de cafeeiro Acauã para estimativa de viabilidade. In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 9., 2015, Curitiba. Anais... Brasília, DF: Embrapa Café, 2015, 6 p. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.sbicafe.ufv.br:80/handle/123456789/3713
dc.description Trabalho apresentado no IX Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil pt_BR
dc.description.abstract O estudo dos grãos de pólen ou micrósporos é interessante sob vários aspectos científicos, desde a ciência básica até a biotecnologia. A fase progâmica é quando os gametas masculinos competem para realizar fecundações. Estudos sobre esta competição e sobre a duração da fase progâmica em café foram publicados há alguns anos. O presente trabalho teve como objetivos testar condições para a germinação in vitro de grãos de pólen de cafeeiro Acauã e utilizar as melhores condições para comparar a viabilidade em diferentes estádios de desenvolvimento da flor e alterações na viabilidade dos grãos, nos dias seguintes à coleta. As flores e anteras foram examinadas sob microscópio estereoscópico para seleção de anteras íntegras, pré e pós-deiscência. Foram testados três meios de germinação para os grãos de pólen, designados como SAC18, CAS E CAS/10, em pólen de anteras pré e pós-deiscência em botões florais maduros fechados, flores no dia da antese, flores abertas preservadas por três dias à temperatura ambiente ou em refrigerador. Três anteras selecionadas ao acaso foram imersas em 300 μL de meio. Pelo menos três repetições de cada experimento foram preparadas. A viabilidade foi medida como a porcentagem de grãos de pólen que emitiram tubos polínicos com comprimento pelo menos igual ao diâmetro entre os presentes em cada campo de observação (oculares e objetivas de aumento 10X). Mais de 1000 grãos de pólen foram contados por experimento, com exceção de flores abertas por três dias que perderam os micrósporos no frasco em que estavam armazenadas. Para pólen de flores coletadas no dia da antese, os meios CAS e SAC18 não diferiram e uma percentagem maior de grãos de pólen germinou nestes meios do que em CAS/10. Grãos de pólen em anteras pós-deiscência de botões maduros fechados foram aqueles que germinaram em maior porcentagem (média de 70,7%), o que pode estar relacionado com taxas de autopolinização. pt_BR
dc.format 6 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Embrapa Café pt_BR
dc.subject Gametogênese pt_BR
dc.subject Cultivo in vitro pt_BR
dc.subject Coffea pt_BR
dc.subject.classification Cafeicultura::Biotecnologia pt_BR
dc.title Germinação in vitro de grãos de pólen de cafeeiro Acauã para estimativa de viabilidade pt_BR
dc.title.alternative In vitro germinating Acauã coffee pollen grains to evaluate viability pt_BR
dc.type Trabalho de Evento Científico pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
52_IX-SPCB-2015.pdf 284.5Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre o SBICafé

Browse

My Account